Natura – Crescimento e Recomendações


Natura tem crescimento de 13,8% no trimestre
Nacional – 22/07/2010

A Natura registrou um lucro líquido consolidado de R$ 191,5 milhões no segundo trimestre, um crescimento de 13,8% sobre o mesmo período do ano passado. O Ebitda atingiu R$ 331,8 milhões, com aumento de 32,2%. A margem Ebitda ficou em 25,9% ante 24,3% em 2009. A receita líquida apresentou expansão de 24,1%, totalizando R$1,283 bilhão. O lucro bruto do período ficou em $ 883,6 milhões, registrando crescimento de 20,6%. No acumulado do primeiro semestre do ano, a Natura contabilizou lucro líquido de R$ 333,1 milhões, com evolução de 8,5% sobre o mesmo intervalo de 2009. A geração de caixa, medida pelo Ebitda, foi de R$575,3 milhões, com aumento de 31%.

O número de consultoras encerrou o segundo trimestre em 1,118 milhão, uma alta de 19,2% sobre o mesmo período de 2009. Apenas no Brasil, esse crescimento foi de 17,9%, para 941,9 mil. Na Argentina, Chile e Peru, o número subiu 22,5%, para 123,7 mil; no México e na Colômbia, cresceu 37%, para 52,1 mil.

O lucro líquido no segundo trimestre das operações na Argentina, Chile e Peru (consideradas em consolidação) subiu 122,7% em comparação com o mesmo período de 2009, para R$ 2,2 milhões; a geração de caixa (Ebitda) avançou 45,7%, para R$ 5,4 milhões, enquanto a margem Ebitda aumentou 1,5 ponto porcentual. Já a receita líquida nas operações em consolidação avançou 18,5%, para R$ 64,9 milhões.

A Natura mantém operações de venda direta na Argentina, Chile, Peru, México e Colômbia e na Europa, na França, onde a empresa tem 833 gerentes de relacionamento, que administram 178 mil consultoras. As operações na América Central e Bolívia são feitas através de distribuidores. 

Nas operações consideradas em implantação – no México e na Colômbia –, entre abril e junho, a empresa registrou um prejuízo de R$ 7,2 milhões, ante um prejuízo de R$ 15,2 milhões no mesmo período do ano passado. Nesses dois países, a receita líquida subiu 36% no período, para R$ 27 milhões.

Até o final de 2010 a Natura pretende iniciar a produção em pelo menos um país da América Latina, de acordo com informações de seu relatório de administração do trimestre. A empresa informou que o modelo a ser adotado é o de contratação de produção local e não de manufatura própria.

A empresa destacou que fará produtos adaptados aos consumidores de cada região, “em uma atuação mais customizada para as operações na região“, diz o relatório. A empresa destaca que o modelo de terceirização proporcionará benefícios econômicos e ambientais, já que haverá menor emissão de gases de efeito estufa no transporte.

Entre as medidas a serem implementadas pela empresa na região está o modelo comercial Consultora Natura Orientada (CNO) adaptado à cultura de cada país, a partir de 2011 e 2012.

Fonte: Cosméticos BR


Recomendações

Ativa considera positivo o balanço do 2º trimestre da Natura

Brasil Econômico   (redacao@brasileconomico.com.br)
23/07/10 10:42

Os analistas da corretora Ativa consideraram positivos os resultados da Natura no segundo trimestre deste ano.

“Os números continuaram bem fortes, apesar da base difícil de comparação, e em linha com o consenso de mercado em termos de receitas, embora o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) tenha vindo acima”, destaca a analista Juliana Campos.

A receita líquida da operação da Natura no Brasil cresceu 24,3% na comparação anual, enquanto a verificada nas operações internacionais da empresa em fase de consolidação (Argentina, Chile e Peru) registraram alta de 18,5%.

“Este crescimento é resultado da evolução positiva do mercado de atuação, do forte crescimento do canal por meio da implantação do modelo CNO (Consultora Natura Orientadora), além de uma boa execução das estratégias do Dias das Mães e Dia dos Namorados”, ressalta relatório distribuído aos clientes da Ativa. Outro ponto positivo foi o fato de as despesas com vendas terem apresentado redução.

“Importante destacar que os investimentos adicionais em marketing no Brasil acumulam R$ 281 milhões desde o início de 2008, financiados por R$ 335 milhões de ganhos de produtividade”, lembra.

A Natura pagará dividendos referentes ao primeiro semestre de R$ 253,9 milhões, além de juros sobre o capital de R$ 30,1 milhões.

About these ads

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s